A saga da LEGO


Quem nunca brincou com um tijolinho de madeira? Nunca montou um castelo, ou um carro robô que se transformava? Mais o que poucas pessoas pararam para pensar é ... COMO SURGIU A LEGO ?

Em Billund – Dinamarca no ano de 1910, havia um carpinteiro muito caprichoso e esforçado. Chamado Ole Kirk Christiansen, ele era muito respeitado com sua própria empresa. Porem estes eram tempos difíceis e ele não tinha muito dinheiro, teve então que demitir seus funcionários.

Com o tempo acabou perdendo sua esposa, que no momento era quem estava dando forças para conseguir superar essa grande crise. Mas ele era responsável por quatro filhos e tinha que continuar tentando reerguer sua empresa.

Certo dia Ole estava brincando com os filhos no quintal de casa e teve uma ideia de fazer brinquedos de madeira. Na sua antiga empresa havia sobrado pilhas enormes de madeiras, que estavam em desuso , e ele já possuía os matérias corretos para fazer os cortes e acabamentos dos novos brinquedos. Logo colocou a ideia em prática. Os brinquedos começaram a agradar a muitas pessoas.

Ole tinha uma ótima mão para fabricação e um olhar assíduo para a qualidade do produto e detalhes. Porem, era um péssimo vendedor, por sorte, um de seus filhos, Godtfred, começou a ajuda-lo depois da escola. Juntos, eles conseguiram manter a produção.


Logo o boatos em que ótimos brinquedos de excelente qualidade estavam sendo fabricados na oficina em Billund. Um dia um homem chegou a cidade. Um homem que era dono de uma loja de atacado que mudaria o futuro de Ole.


O atacadista ficou impressionado com os brinquedos de madeira, então fez uma grande encomenda para o natal. Agora havia muito trabalho e Ole teve de contratar seus ex-funcionários novamente. Eles revezavam entre dia e noite, para que a produção não parasse, só assim teriam tempo para entregar antes do natal.


Certo dia Ole recebe uma carta, dizendo que o atacadista havia falido, e não poderia mais comprar os brinquedos encomendados. O natal estava chegando e Ole não tinha nem dinheiro para a comida.


Foi ai que Ole decidiu sair, viajar e vender ele próprio os brinquedos. Novamente Ole não se deu muito bem nas vendas, e acabou trocando os brinquedos por comida. E conseguiu garantir o natal de sua família.


Ole achou então que a empresa precisava de um nome para poder se destacar melhor. Tinha que ser uma palavra curta, ele gosta do nome LegGodt, que significada Brinque Bem. Então surgiu o nome LEGO.


A LEGO foi bem aceita e a partir do ano de 1920 a empresa começou a crescer. Ole estava sempre procurando algo para aperfeiçoar e melhorar a qualidade de seus brinquedos. Então começou a adquirir maquinas que faziam o acabamento dos objetos com perfeição. Ole acreditava na alta qualidade não gostava de enganar os clientes.


No fim de 1930 a LEGO estava lucrando, quando chega a segunda guerra e os tempos ficam cada vez mais difíceis para Ole e seu filho que o ajudava na fabrica. Foi então, que numa noite fria no ano de 1924 a fabrica pegou fogo, em questão de horas tudo era apenas cinzas no chão. Todo o trabalho perdido. Mas Ole não podia perder a esperança, pois tinha filhos e funcionários para sustentar.


Decidiu então redesenhar a fabrica. E em pouco tempo a LEGO produção de brinquedos voltou para o mercado. Aos poucos a LEGO foi reconquistando seu publico. E Ole então decide inovar, e vai visitar uma grande feira de maquinas. Lá ele encontra uma maquina magnifica que o deixa muito animado. Era uma maquina de tijolos de plástico. Ole foi logo pegando um pequeno tijolo e guardou de recordação.


Mais tarde Ole liga para seu filho e após alguns minutos de conversa, Ole decide comprar a maquina de tijolos de plástico. Quando a maquina chegou Ole começou fabricando ursinhos de plástico. Mas o tijolo da feira que Ole guardava trazia algo diferente, Ole tinha certeza que aquele pequeno tijolo um dia iria ser uma ótima ideia.


Então Ole decide começar a projetar os tijolos na maquina. Mas foi quando a LEGO lançou os tratores, que os brinquedos de plástico viraram um sucesso.


Infelizmente durante o ano as vendas da LEGO caiam muito, e só se superavam no natal. Então Godtftred e sua esposa saíram para vender brinquedos pelo país. E a venda foi um sucesso. Mas foi em 1954 em uma viagem de negócios a Inglaterra que Godtfred tem contato com um empresário de um shopping center. Essa conversa seria de suma importância para o futuro da LEGO.


O empresário relata que os brinquedos da época são fracos pois não estimulam o raciocínio das crianças. Os brinquedos deveriam ter um sistema, uma ligação, algo que faça algum sentido.


Godtfred ficou com a ideia de fazer a lego virar um sistema na cabeça, por algum tempo. Ele queria tirar essa ideia que o brinquedo tinha de ser algo pronto . Ele queria que as crianças fizessem seus próprios brinquedos, algo que fortaleça a imaginação e a criatividade.


No mesmo ano a LEGO começou a produzir o primeiro sistema de brincar LEGO, as crianças podiam construir casas com os tijolos, brincar com os carrinhos no trafego e já aprender algumas leis de convivência na sociedade. E a LEGO poderia ser qualquer coisa.


Então Godtfred decide tentar vender fora da Dinamarca. O sistema de brinquedos ficou tão popular que passou a ser vendido em vários países.


Infelizmente Ole não pode ver o sucesso de seus tijolos pelo mundo. E Godtfred ficou sozinho, e passou por outro incêndio. Destruindo toda a fabrica novamente. E como seu pai, Godtfred sabia que tinha que continuar tentando o melhor. Então passou a desenhar o projeto de uma nova fabrica.


Em pouco tempo esta nova instalação já estava erguida, e as vendas aumentando. Então a produção de madeira é abandonada e agora a LEGO só fazia objetos de plástico. Novos modelos passaram a ser construídos.


E em 1961 Godtfred começava a ter grandes planos para a empresa. Ele queria construir um aeroporto para poder legar a LEGO para todos os países do mundo. Tal pai tal filho. Cerca de 3 anos depois a ideia já havia saído do papel e se tornado realidade a cidade de Billund havia ganhado um aeroporto.


Vinham visitantes executivos de todos os cantos do mundo conhecer a empresa. E Logo Godtfred achou que deveria ter um lugar maior para poder exibir a LEGO. Foi então, que de uma maquete e mesa surgiu a LEGOLAND. A ideia de uma cidade inteira feita de lego parece meio assustadora.


Mas ela deu muito certo e hoje temos mais de 4 LEGOLAND espalhadas pelo mundo. E atrai milhões de turistas durante o ano todo.

Agora sabemos que a LEGO só é o que é hoje, graças ao Ole e sua busca por perfeição e a vontade de inovação de Godtfred.


CORES
O logotipo da marca LEGO passou por muitas modificações durante a história da empresa. Somente na década de 50 adotou definitivamente a cor vermelha (Remetendo aos tijolos) e o Amarelo ( Remetendo a serragem das madeiras dos primeiros brinquedos).


A MARCA NO MUNDO
A marca, sexta maior produtora de brinquedos do planeta, vende seus produtos em mais de 130 países, contando com 5 fábricas localizadas na Dinamarca, Suíça, República Checa, Coréia do Sul e Estados Unidos, e empregando cerca de 7.000 funcionários. A cada 7 segundos um kit LEGO é vendido ao redor do mundo, isto equivale a 20 bilhões de peças produzidas anualmente, cerca de 2.3 milhões por hora. Em alguns países do Oeste Europeu, em cada 10 famílias com crianças abaixo de 14 anos de idade, 9 possuem tijolinhos LEGO.


UTILIZAÇÃO DA MARCA

· O brinquedo é utilizado nas competições da FIRST ( Feira de ciência e robótica)


· O primeiro jogo eletrônico do fabricante foi o LEGO Island, para Playstation, voltado para o público infantil.


· Foram recriadas algumas obras de Maurits Cornelis Escher com Lego.


· Em 2009, a Lego, em parceria com a Alcatel, lançou um telefone celular desmontável. O seu proprietário pode alterar-lhe a aparência, trocando a parte externa, exatamente igual às pequenas peças do brinquedo .


· A LEGO é alvo de uma campanha do Greenpeace por sua parceria com a Shell, que permite que os brinquedos sejam vendidos em postos de gasolina em 26 países. A Shell por sua vez é acusada de explorar petróleo no Ártico sem planos de mitigação em caso de vazamento.






LEGO E O PODER DA PERSUASÃO

A LEGO tem um enorme poder de persuasão perante crianças jovens e adultos, ela busca a ideologia de que brincar pode ser muito mais que apenas se distrair e sim poder criara e abusar da imaginação. Ela se utiliza de argumentos lógicos e simbólicos.


Alem de brinquedos ela busca chamar a atenção de seu publico, fazendo grandes parques temáticos. Outro ponto forte da LEGO, é em relação as linhas específica de brinquedos.


A LEGO não é feita apenas para crianças e alguns exemplos disso estão nos jogos da coleção LEGO BATMAN 3, LEGO HERRY POTTER, LEGO STAR WARS.

MUDANÇAS NO LOGO AO LONGO DOS ANOS

A saga da LEGO A saga da LEGO Reviewed by Mariana Marcante on 15:59:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.